10.4.08

Figurinha Carimbada

Figurinha Carimbada é sem dúvida um dos melhores textos para crianças que já ilustrei. Bem construído, sensível, envolvente e emotivo, o livro conta a história de seis meninos, cada qual lidando com suas perdas pessoais e as transformações por elas trazidas.



Este projeto começou com um telefonema do escritor e diretor teatral Márcio Araújo, de São Paulo. Ele havia comprado o livro Pedro e o Cruzeiro do Sul para uma sobrinha e gostou tanto do que viu que resolveu me procurar pela internet.



Conversamos rapidamente ao telefone e ele perguntou se podia me enviar um texto de uma peça infantil que ele estava escrevendo. "Claro, manda pra cá", eu disse.

Quando terminei a leitura, liguei de volta:

"Márcio, eu quero ilustrar seu livro! Vamos encontrar uma editora para ele."

Apenas 3 histórias estavam prontas àquela altura.

Sem saber muito ainda da vasta experiência do Márcio como escritor para teatro e TV (vai no site dele ver!), me impressionou um talento daquela qualidade ainda não ter nenhum livro publicado. Era mais do que hora para começar.

Finalmente recebemos o OK da Editora Girafinha e o livro nasceria. Mas os planos do Márcio eram um pouco maiores: o livro deveria sair junto com a peça teatral. E, para encurtar uma historinha longa, foi justamente isso o que aconteceu no dia 5 de Abril no Teatro Alfa de São Paulo.






Embora a utilização das ilustrações tenha sido muito pouco explorada no projeto editorial (bem, infelizmente esse é o "estilo designy" da editora), tive a alegria de ver meus desenhos sendo amplamente usados na adaptação teatral (em cartaz no Teatro Alfa, em SP até Junho de 2008).

O escritor, diretor, ator, cenógrafo (e que mais, Márcio?), contou ao final da peça que as ilustrações foram parte fundamental do processo de criação daquele trabalho, sendo usadas desde na decoração do camarim ( "para inspirar os atores"), na identidade dos personagens, passando depois pela criação de bonecos, indumentária, cenários e finalmente no programa cheio de figurinhas auto-adesivas.





Vale destacar a presença dos super talentosos atores Miró Parma e Tânia Paes, que acompanham Márcio em cena. O trio consegue cativar a platéia de pais e crianças, que riem e se emocionam juntos com as histórias destes meninos.

Coloco aqui, especialmente para quem foi assistir à peça, as diversas ilustrações que, embora não tenham saído publicadas no livro, foram mostradas em uma mini exposição no saguão do Teatro Alfa.

Esse é o Cauê (e seu amigo Caio)




Esse é o Guilherme


Tem mais uma do Guilherme aqui ó.

Esse é o Luis Felipe




Conheçam o João





Esse é o Marquinhos






Tem mais uma do Marquinhos aqui ó.

E, finalmente, apresento-lhes o Ícaro






O livro  foi lançado em São Paulo no dia 16 de Abril de 2008. No dia encenaram até um ato da peça ao vivo.

6 comentários:

Anônimo disse...

Alarcão,
eu havia gostado desse trabalho quando vi os scketches, mas depois de ler como rolou o trabalho...agora gosto mais mil vezes, show!!!
Parabéns.
Marcelo Azalim

Alarcão disse...

Obrigado Azalim. Leia o livro com o seu garoto. As histórias são boas.
Recebi agora um e-mail muito legal de um colega ilustrador, o Jorge Zaiba (http://www.estudiozaiba.com.br/). Vou reproduzi-lo aqui:

"Oi Alarcão, tudo jóia?

Vi os desenhos que postou no seu Blog, os do "Figurinha Carimbada". E estou te escrevendo para dizer que chorei... de verdade.

Ta certo que nos últimos dias estou chorando a toa, porque o meu pequenininho está doente. Mas, bom... isto não vem muito ao caso. O que eu quero dizer é que ilustrar, acho que foi o Norman Rockwell que disse isto, ilustrar é contar uma história em uma só cena.

E cara, seus desenhos contam histórias. Histórias que nos lembram das nossas histórias.

Parabéns, e sucesso.

É isso ai.

Abraço.

JZ

Rivaldo Barboza disse...

Olá, Renato

Tive oportunidade de fazer um 'Diário Gráfico" aqui em Recife e foi uma experiência apaixonante. Apesar de não estar relacionado diretamente a ilustração, como vc mesmo falou, ainda assim vê-se que vc vivencia o que faz. E creio que é assim com suas ilustrações.

Estou adquirindo o "Pedro e o Cruzeiro do Sul e aguardando a chegado do Figurinha à Cultura.

Um grande abraço e parabéns por mais um trabalho maravilhoso.

Alarcão disse...

Valeu Zaiba , valeu Rivaldo.

Que bom que vocês tenham curtido estes trabalhos.

Este mês vou aterrissar no Ceará para 2 turmas do Diário Gráfico. Um amigo de Recife me contou que tá tão quente lá pra cima que "os urubu tá voando com uma asa só, enquanto usa a outra pra se abanar".

Marcelus Gaio disse...

Grande Alarcão.
Não vou me perder nos elogios ao seu trabalho, sempre belo e sensível. Outros já o fizeram antes de mim, com certeza de forma mais eloqüente.
Quero aproveitar para comentar o quanto a qualidade de uma produção cultural pode se maravilhosamente incrementada quando profissionais que dominam seu ramo de conhecimento têm a possibilidade de desenvolvimento pleno do próprio trabalho. Para que o ilustrador, neste caso, possa pensar a imagem e não apenas ser uma “mão treinada” do diretor de arte ou de quem quer que seja, como você sempre observa.
Parabéns pela ousadia de acreditar em um bom projeto e que venham outras oportunidades repletas de novidades.
Um grande abraço.

Hector Gomez Alisio disse...

Sensacional!!!
Alguém dise que a inteligenciaescolhe a simplicidade...
Admiro seu trabalho.