3.4.08

Saindo do forno



Mais um projeto saindo do forno. Mais uma parceria com o escritório DDesign, desta vez envolvendo o redesign do restaurante Familia Paludo, em Niterói. Na foto acima, pode-se ver o tapume que, por apenas uma semana, escondeu as transformações que ocorriam a toque de caixa no interior.

(Abaixo um detalhe do painel de 9 X 4 m, instalado no interior do novo restaurante)



A família Paludo tem origens gaúchas (cidade de Ronda Alta), aquela coisa de crescer com o pé no chão da fazenda e, por isso, todo o conceito do projeto sugere esta noção de tradição, familiaridade, herança cultural e raízes históricas.



Como material de pesquisa os proprietários do restaurante me forneceram cartas pessoais de família, fotos antigas, documentos e também solicitaram aos seus parentes do sul que enviassem de lá carimbos dos mais diversos tipos.



De posse deste material, trabalhei algumas composições inspiradas numa colagem que tenho em meu sketchbook. Aliás, desde a primeira reunião com os clientes, levei apenas meu sketchbook "Linen" e mostrei suas páginas com colagens combinadas com desenhos e aquarelas.

Lembro-me bem que em uma das reuniões no próprio restaurante, perguntei a um dos Paludos, "mas porque vocês vão reformar? O interior está impecável ainda!"
Ele respondeu:
"Tá na hora. Já são 8 anos com essa cara e os clientes se cansam."
Visão empresarial é isso.



Os donos do restaurante Família Paludo têm uma história pessoal das mais interessantes. São irmãos, vêm de uma origem simples e sem luxos, têm pouco menos de 40 anos de idade, e, antes de abrirem seu próprio negócio, trabalharam como lavadores de copos, e depois garçom e maitre em uma famosa rede de restaurantes do Rio de Janeiro.

Como acontece nas incríveis lendas de sucesso empresarial, começaram seu primeiro negócio juntos com uma pequena pizzaria que oferecia qualidade e entregas rápidas. Com muito trabalho e visão de futuro foram galgando degraus até chegar ao lugar em que hoje se encontram.
Hoje Niterói possui 3 excelentes restaurantes dos irmãos Paludo.

Boa sorte para eles!

2 comentários:

Marlowa disse...

Parabéns pelo encantador trabalho, achei sensível e muito equilibrado, mostrarei este post, para a família Paludo que conheço aqui de Santa Catarina, que certamente cruza as linhas genealógicas. E sigo vindo aqui de vez em quando, para encher os olhos de ARTE!

Bruno Porto disse...

Lindão aê!

(tou numa fase 'comentários minimalistas')