16.1.08

O primeiro



Comecei minha vida profissional com este trabalho.
O convite veio do editor Pascoal Soto, que havia visto uma série de ilustrações minhas publicadas num ensaio na revista Domingo (do falecido Jornal do Brasil). O ano era 1995, e a biografia do Betinho estava para ser lançada em uma versão para o público jovem.

(veja esta série lá no meu site em "Projetos pessoais")

Graças a este livro, tive a feliz oportunidade de conhecer Herbert de Souza pessoalmente,  um cara cujo trabalho faz muita falta ao Brasil de hoje.

Em 2015 Betinho completaria 80 anos de idade.
_____________________________

Ao clicar no título você pode rever o Betinho na plenitude da sua luta contra a fome e a miséria.

"Nós devemos fazer da vida e do tempo o que de melhor nós pudermos, todos os dias"

4 comentários:

sam disse...

nossa, esse foi teu PRIMEIRO trabalho? não dá nem pra acreditar que algo tão profi seja o primeiro trabalho de alguém. :)
espero que um dia eu tenha uma sorte semelhante!
abraço!

marco disse...

Existem dias em que sentimos mais a falta de pessoas que em outros, hoje é um destes. Tuas "crianças urbanas" são poesia visual para que nossas consciências numca se esqueçam de pessoas como Betinho, Henfil e vc. Obrigado Pascoal Soto!

Abraços Alarca,

almanaque disse...

Cara, valeu. Tava precisando ler uma história de guinadas pessoais/profissionais.

Anônimo disse...

Melhor do que a ilustração – que é excelente – é a história de vida que ela envolve, principalmente em função da pessoa que motivou o projeto. Betinho era empenhado em mudar a vida para algo melhor e essa é uma mágica contagiosa. Abraços.
Marcelus Gaio